Boas energias, nosso principal ingrediente.

A vontade de deixar vidas mais doces nos levou à felicidade que cabe na palma da mão. Recheamos nossos alfajores com paz e tranquilidade para transmitir aquilo que chamamos de relaxar e curtir o momento.

É só experimentar para o seu mundo ficar odara.

Na beira da praia da Ferrugem.

Assim nasceram os Alfajores Odara. A história toda começa com uma mochila nas costas e um adeus à cidade grande lá em 2013! O sonho de uma vida tranquila olhando o sol se pôr no mar foi o que fez um jovem casal se mudar de Porto Alegre com destino a Garopaba.

Mas como ainda não dá para viver só de amor, era hora de pôr a mão na massa (que logo viraria um alfa): começaram do zero, produzindo alfajores em casa com a receita de uma amiga (a Vê fazia os melhores do mundo!) para vender na beira da praia.

Escolher o nome não foi uma tarefa difícil. Odara, no Hindú, significa paz de espírito e tranquilidade, que representava bem o momento que estavam vivendo.

A experiência de verão deu certo e, então, o Jeison e a Isa (o casal da história) resolveram voltar a Porto Alegre para poder estruturar a produção e levar a felicidade que cabe na palma da mão a mais pessoas.

Nesse meio tempo, em 2014, o Kauê cruzou pelo caminho deles. Era a peça-chave que faltava para os alfajores serem o que são hoje e pra fazer a vida de mais gente ficar Odara!