Uma breve história da Páscoa

Você já se perguntou de onde veio a tradição de presentear amigos e familiares com chocolate na época de Páscoa? A gente ficou com essa dúvida e, caso você também tenha ficado, vem com a gente desvendar essa curiosidade!

A  gente sabe que a Páscoa é um momento de celebração para diversas religiões, por exemplo: no cristianismo celebra-se a ressureição de Cristo, já no judaísmo comemora-se a libertação do povo hebreu depois de 400 anos de escravidão no Egito. Na religião hinduísta festeja-se o surgimento do Deus Krishna e na mitologia anglo-saxã, germânica e nórdica celebra-se a Deusa da fertilidade e da primavera, Eostre. Bem legal, né?

As celebrações são diversas e variam para cada religião e cultura, porém muitas possuem similaridades, e, com o passar dos anos, a tradição de presentear amigos e familiares com ovos de chocolate tornou-se hábito em muitas delas. 

Os ovos, em si, são símbolos de fertilidade, vitalidade e nascimento e o hábito de presentear com eles está presente desde as civilizações antigas em épocas específicas do ano, geralmente na passagem do inverno para a primavera, como uma forma de desejar fartura nas próximas colheitas. Durante os anos, a celebração se expandiu e as pessoas começaram a decorar os ovos com tintas coloridas e desenhos.  

Na França do século XIX iniciou-se o hábito de incluir chocolate nos ovos, eles eram esvaziados e recheados com chocolate e pintados por fora. A tradição perdurou, mas somente no decorrer dos anos, com o crescimento da exportação do cacau e surgimento de indústrias de chocolate, que presentear amigos e familiares com ovos de chocolate tornou-se acessível à sociedade. 

Os ovos de chocolate popularizaram-se cada vez mais, fazendo parte da tradição anual da maioria das pessoas e ganhando um espaço no coração de todos como uma época de celebração à vida e fartura de chocolate.

Agora, conta pra gente: Você também celebra a Páscoa com muito chocolate? Você tem o costume de presentear os seus amigos nessa época? Vamos adorar saber!

Referências: 

  • O Povo
  • Consumidor Moderno
  • Capital News